quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Conflito na Síria: notícias recentes


Leia antes:



O secretário de Defesa dos Estados Unidos, Chuck Hagel, disse que as forças norte-americanos estão prontas para agir a qualquer ordem do presidente Barack Obama para atacar a Síria.

A Marinha norte-americana tem quarto destróieres no leste do Mar Mediterrâneo cujo armamento pode atingir alvos no interior da Síria. Os Estados Unidos também têm aviões de guerra na região.

Em entrevista concedida nesta terça-feira (20/08/2013) à BBC, durante visita ao Brunei, Hagel também previu que agências de inteligência norte-americanas irão em breve concluir que o ataque contra civis num subúrbio de Damasco, na quarta-feira, envolveu armas químicas e foi realizado pelo governo de Bashar Assad.

O regime de Bashar al Assad concedeu autorização para os inspetores da ONU investigarem o local dos supostos ataques neste domingo, quatro dias depois da morte de centenas de pessoas e imediatamente após reunião com autoridades de desarmamento da ONU.

Hoje, a missão se encaminhava para o local do ataque, quando foi alvejada por franco atiradores em uma buffer zone. Não dá para saber quem seriam os responsáveis pelos disparos. Os inspetores retornaram para o checkpoint do regime, onde receberam proteção.

Horas mais tarde, eles chegaram ao local do ataque em uma rota alternativa com o auxílio das forças de Assad.

O objetivo da investigação será determinar se houve ou não uso de armas químicas. Caso tenha havido, tentarão determinar quais teriam sido usadas. Não haverá determinação, a princípio, de quem seria o responsável pelo uso deste arsenal de destruição em massa, que teria matado centenas de pessoas.

Nações ocidentais suspeitam do regime de Assad e dizem ter informações de inteligência neste sentido. A Rússia afirma justamente o inverso e diz ter sido a oposição.

Para compreender o regime sírio de Assad veja o infográfico do link abaixo:



Veja o mapa da localização da Síria



Fonte:




Nenhum comentário:

Postar um comentário