quarta-feira, 27 de abril de 2011

Santa Catarina - Pólos Econômicos

Mais adiante disponibilizo informações por região e mais "gordinhas" com relação a alguns setores mais importantes da economia catarinense.

Jonathan Kreutzfeld

Pólos econômicos (Por setor)

Com base nos dados de http://www.santacatarinabrasil.com.br/pt/polos-economicos



• Pólo agroindustrial

Envolve mais de 2,9 mil indústrias, que empregam 76 mil pessoas, e concentra a maior parte da produção de alimentos do Estado. O complexo agroindustrial responde por 38% das exportações catarinenses. São quase US$ 1 bilhão anuais em carnes de frango e suínos. A pecuária é intensificada no oeste.

• Pólo moveleiro / florestal / madeireiro

Abriga o maior parque moveleiro da América Latina, gerando postos de trabalho a 99 mil pessoas e atingindo exportações que ultrapassam a casa dos US$ 800 milhões anuais – quase um quarto do total comercializado por Santa Catarina.

• Pólo eletro-metal-mecânico

Formado por mais de 4,5 mil indústrias, é responsável por 23,5% das transações internacionais do Estado, contribuindo com cerca de US$ 700 milhões para a balança comercial. Conta com 86 mil empregados.

• Pólo têxtil / vestuário

Maior concentração de indústrias do setor na América Latina – 6.444, das quais 26 de grande porte –, considerada a segunda maior do mundo. O segmento exporta acima de US$ 260 milhões (6,7% do volume estadual) e, dos setores industriais, é o que emprega mais gente: 124 mil pessoas.

• Pólo mineral

Os segmentos carbonífero e cerâmico, juntos, têm mais de 2.100 empresas e representam 4,6% das exportações do Estado (US$ 141 milhões). Das indústrias de cerâmica catarinenses saem 60% da produção brasileira de pisos e revestimentos.
Com quase 47% do total nacional, Santa Catarina é também o maior produtor de carvão mineral do País.

• Pólo tecnológico

O Estado tem mais de 1.500 empresas de tecnologia, que faturam R$ 1 bilhão ao ano e empregam 13 mil trabalhadores. Grande parte do setor está concentrada em Blumenau, Florianópolis e Joinville.

• Pólo Pesqueiro

Segundo levantamento da Associação Brasileira de Construtores de Barcos (Acobar), de 2005, existem oficialmente, em Santa Catarina, 41 estaleiros de barcos de pesca, com 2,2 mil empregados. A pesca artesanal envolve 6,1 mil embarcações e 25 mil pescadores que capturam 21 mil toneladas de pescado, movimentando R$ 95 milhões. Estão registradas 12,6 mil embarcações de pesca, 748 de passageiros, 14,7 mil de esporte e recreio, 58 marinas e iate clubes e 49 oficinas de náutica e lojas.

• Pólo turístico

Santa Catarina recebe no verão mais de 3 milhões de turistas – incluindo os 500 mil catarinenses que viajam dentro do próprio Estado – e arrecada em torno de US$ 780 milhões. Há 2 mil meios de hospedagem instalados, com capacidade de 200 mil leitos. O setor gera 150 mil empregos diretos e indiretos.
Os municípios que mais atraem visitantes são Florianópolis, Balneário Camboriú, Blumenau e Joinville, mas os atrativos turísticos estão distribuídos por todo o Estado, inclusive na serra catarinense que não é tão divulgada quanto à gaúcha, mas oferece hospedagem de qualidade e paisagens naturais belíssimas.

4 comentários:

  1. Professor, enviei-lhe um e-mail, preciso da sua ajuda. Agradecido.

    ResponderExcluir
  2. eu achei foi melhor post daqui ate esse momento

    ResponderExcluir
  3. esse blog é o massimo

    ResponderExcluir