domingo, 10 de abril de 2011

Rede de Transportes - Santa Catarina

Transportes:


AEROPORTOS (32): Os principais em Navegantes, Florianópolis e Joinville. Sendo que Navegantes e Florianópolis são internacionais.

PORTOS (5):

Imbituba: Gerenciado pela iniciativa privada, é um dos principais suportes da economia do Sul catarinense.

Itajaí: Ocupa a terceira colocação no ranking nacional de exportações de contêineres. É administrado pela prefeitura de Itajaí.

São Francisco do Sul: É o principal porto graneleiro catarinense e essencialmente exportador. Administrado pelo Governo do Estado de Santa Catarina.

Laguna: Pequeno, destina-se ao transporte de pescados.

Navegantes: O porto de Navegantes é um consórcio entre várias empresas denominado PORTONAVE. É um dos portos mais modernos da América Latina e trabalha com a promessa de baixo custo e logística eficiente.
Fonte: www.portodenavegantes.net

Características do Porto de Navegantes:

- Cais: 900 metros de extensão
- Berços de atracação: 4
- Retroárea: 270 mil m2
- Estacionamentos para caminhões: 150 vagas
- Gates de acesso: 10
- Área Administrativa: 8.650 m2
Fonte: http://www.portodenavegantes.net/porto/caracteristicas.php

Rodovias importantes:

BR101 e BR116: Essas rodovias federais têm a função de interligar o estado com as fronteiras norte e sul. A 101 pelo litoral (duplicada entre a grande Florianópolis e Garuva) e a 116 pelo interior.

BR282 e BR470: Também rodovias federais, fazem a ligação do litoral com o interior.

A BR-470 é de extrema importância para o desenvolvimento econômico do Vale do Itajaí e há muita pressão política, popular e da mídia para que esta seja duplicada até o trevo da cidade de Indaial. Favorecendo principalmente as cidades de Blumenau, Ilhota, Gaspar, Indaial, Timbó e Pomerode.

FERROVIAS (3)

A malha ferroviária catarinense possui 1.361 km.
As ferrovias catarinenses são utilizadas para embarque e desembarque de carga. As principais mercadorias transportadas são farelo de soja, combustíveis, fertilizantes, madeira, cimento e areia. (São Francisco do Sul e Imbituba).

Há também uma ferrovia que liga Criciúma à Capivari de Baixo (carvão mineral).
O estado pretende nos próximos anos criar a TransCatarinense que será um novo sistema de transporte para escoamento da produção agrícola e agroindustrial da Região Oeste.

Nenhum comentário:

Postar um comentário